Redes Sociais
(67) 3026.6311
NOTÍCIAS

Crédito imobiliário foi de R$ 3,13 bilhões em abril, segundo Abecip

Publicado no dia 01/06/2017 - Fonte: Abecip - Publicado por: -
Em abril, o montante de financiamento imobiliário voltou a se reduzir em termos mensais, após a reação positiva ocorrida em março. Mesmo com a queda, o resultado de abril foi superior ao observado em janeiro e fevereiro.

O montante de financiamentos com recursos das cadernetas de poupança do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) totalizou R$ 3,13 bilhões, redução de 21,9% em relação a março deste ano e de 10,8% comparativamente a abril do ano passado.

No primeiro quadrimestre de 2017, foram financiados R$ 13,2 bilhões, montante 8,5% menor que o apurado nos quatro primeiros meses do ano passado.

No acumulado de 12 meses, entre maio de 2016 e abril de 2017, foram aplicados R$ 45,4 bilhões na aquisição e construção de imóveis com recursos do SBPE, retração de 20% em relação ao apurado nos 12 meses precedentes.

Financiamentos Imobiliários – Unidades
Em abril, 11,7 mil imóveis foram financiados nas modalidades de aquisição e construção. O resultado apresentado é inferior em 24,4% ao realizado em março. Em termos anuais, ou seja, comparativamente a abril de 2016, houve recuo de 18,8%.
No primeiro quadrimestre, foram financiados 52,6 mil imóveis, queda de 15,4% em relação ao mesmo período de 2016, quando 62,19 mil unidades foram objeto de financiamento bancário.

Tomado um período mais dilatado, o financiamento imobiliário viabilizou a aquisição e a construção de 190,09 mil imóveis em 12 meses, até abril de 2017, queda de 23,9% relativamente aos 12 meses precedentes.

Poupança SBPE: Captação Líquida
Em abril, os saques nas cadernetas de poupança continuaram acima dos depósitos, resultando em captação líquida de -R$ 491 milhões. Cabe notar que, em igual período de 2016, a captação líquida (-R$ 6,30 bilhões) havia sido muito mais desfavorável do que em abril deste ano. No primeiro quadrimestre de 2017, a captação líquida de poupança dos agentes do SBPE ficou em -R$ 13,2 bilhões, exibindo relativa melhora em relação à saída líquida de igual período do ano passado (-R$ 27,75 bilhões).

Tudo indica que as novas condições macroeconômicas, com queda da inflação, viabilizando redução da Selic, já podem estar impactando favoravelmente o comportamento dos depositantes e, consequentemente, das cadernetas no primeiro quadrimestre do ano.

Poupança SBPE: Saldo
Em abril, a captação líquida ligeiramente negativa foi compensada com folga pelo crédito de rendimentos. Com isso, o saldo aplicado nas contas de poupança do SBPE voltou a crescer na margem e atingiu R$ 514,8 bilhões, crescimento de 4,2% sobre abril de 2016.